Determinantes Geográficos e Demográficos do Crescimento e da Convergência Regionais: uma Abordagem de Rede

Autores

  • João Carlos Lopes ISEG School of Economics and Management, University of Lisbon, UECE Research Unit on Complexity and Economics
  • Tanya Araújo ISEG School of Economics and Management, University of Lisbon, UECE Research Unit on Complexity and Economics

Resumo

Este artigo examina a evolução das similitudes e das disparidades espaciais na Península Ibérica, utilizando dados sobre o PIB por habitante de 81 regiões NUTS 3 portuguesas e espanholas, no período 1995-2012. Os principais fatores geográficos e demográficos que determinam o crescimento são tidos em consideração, dividindo as regiões em cinco categorias, a saber, “fronteiriças”; “interiores”; “litorais”; “metropolitanas” e “ultra-periféricas”. Depois de uma breve análise à performance relativa das regiões e à quantificação da convergência sigma e beta, usa-se uma abordagem de rede baseada num espaço métrico construído a partir dos coeficientes de correlação entre as diferenças logarítmicas do PIB por habitante das regiões. Este espaço métrico e a topologia correspondente são usados para construir as redes de regiões ibéricas, ilustrando os principais determinantes geográficos e demográficos do crescimento e da convergência regionais.

Downloads

Publicado

01-10-2016

Como Citar

Lopes, J. C., & Araújo, T. (2016). Determinantes Geográficos e Demográficos do Crescimento e da Convergência Regionais: uma Abordagem de Rede. RPER, (43), 35–49. Obtido de http://review-rper.com/index.php/rper/article/view/451